A saúde em Lauro de Freitas enfrenta dois inimigos que nada têm a ver com filas, longa espera por atendimento ou dificuldade para marcação de exame e consultas especializadas. Centros de saúde, a porta para pacientes da atenção básica, se tornaram reféns da falta de infraestrutura e da violência, cada um deles com efeitos diretos sobre o outro. O desafio da falta de estrutura pois própria Secretaria Municipal de Saúde até agora não reabriu (PA ) unidade de pronto atendimento do bairro de Areia Branca que. Foi depredada na no último dia (7 ) por um homem não identificado.

As unidades, estão vulneráveis pela ausência da Guarda Municipal de forma permanente, viraram porta aberta para a violência. Por mês, são registradas em varias ocorrências, que vão de agressões verbais e físicas contra funcionários, passando por ameaças de morte e culminando com roubos a servidores e pacientes. Diante de mais um episódio esta semana, em Areia Branca a secretarisa de saude ainda não anunciou quando voltara o atendimento no PA que encontra- se sem atendimento, por tempo indeterminado, tentamos contato com o secretario de Saude Vidigal Cafezeiro mais o mesmo não atendeu a nossa equipe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.