A polêmica compra dos respiradores pelo Consórcio Nordeste, que não forem entregues e é alvo de inquéritos para apuração, deve ser investigada pela CPI da Covid no Senado, mesmo com a decisão de deixar governadores e prefeito de fora da investigação.

Quem afirma é o deputado estadual Paulo Câmara (PSDB), que sempre tem cobrado respostas ao governo do estado sobre o assunto. De acordo com o parlamentar, em publicação no seu Instagram, parlamentares afirmaram que o caso também será apurado pelos senadores, já que CPI vai investigar o uso dos recursos federais repassados aos estados e municípios durante a pandemia.

“Com a extensão da atuação da CPI da Pandemia, que passa agora a investigar a aplicação de recursos federais por estados e municípios no combate à pandemia, integrantes da comissão afirmaram que a compra dos respiradores realizada pelo governo da Bahia, via Consórcio Nordeste, também será alvo da investigação por parte da CPI”, escreveu o deputado, que ainda lembrou das cobranças feitas ao governador Rui Costa (PT) sobre o tema.

“Há mais de um ano, o governo da Bahia realizou a compra de 300 respiradores, paga antecipadamente, mas que nunca foram entregues. Desde então, venho cobrando explicações do governo, que se cala diante da falta de transparência da sua gestão”, completou.

Na última semana, a primeira compra malsucedida dos respiradores pelo Consórcio Nordeste, intermediada por Bruno Dauster, completou um ano sem respostas.

Fonte: Politica ao vivo

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.