Um projeto de lei propõe equipar os salários dos vereadores e secretários do município de Rio do Antônio, no sudoeste da Bahia, ao salários dos professores locais.

Idealizado por advogado André Vasconcelos, o projeto sugere reduzir o pagamento do prefeito municipal que hoje é de R$ 16 mil para cerca de R$ 10 mil e o do vice-prefeito que é de R$ 8 mil para R$ 5 mil.

O objetivo da medida, segundo André Vasconcelos, é moralizar a função de ocupantes dos cargos eletivos citados. O valor conferido aos agentes políticos citados deve ser uma verdadeira ajuda de custo em relação às despesas que possuem em razão da função, como o deslocamento até o local de trabalho ou outros pequenos gastos inerentes ao mandato.

Ainda segundo o advogado, o projeto de lei trará um economia mensal de R$ 41.661,33 e ao final de cada mandato R$ 2 milhões poderão ser economizados aos cofres do município. 

“Esse projeto representa o desejo da sociedade  de Rio do Antônio, que diante de um momento de crise econômica e insatisfação pelo qual passa o país”, justifica André Vasconcelos.

A medida foi encaminhada as associações e representantes da sociedade local para ser discutida, e após coleta de assinaturas dos cidadãos, ao completar pelo menos 5% dos eleitores do município, o projeto poderá ser encaminhado ao Poder Legislativo para votação.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.