A Prefeitura de Lauro de Freitas anunciou a flexibilização do comércio, de forma escalonada, a partir desta segunda-feira, 5. A decisão foi tomada conjuntamente com a prefeitura de Salvador e gestores da Região Metropolitana, após reunião com setores econômicos da cidade.

O decreto Nº 4.787, publicado no dia 02 de abril, estabelece os critérios de reabertura dos setores em Lauro de Freitas, com dias e horários autorizados. A restrição de circulação noturna no município segue mantida, mas o horário passa a ser das 20h às 05h da manhã do dia seguinte.

A reabertura do comércio foi autorizada com base em indicadores epidemiológicos, que indicam uma melhora no cenário da transmissão da Covid-19, com taxa de ocupação de leitos de UTI igual ou inferior a 85%. O formato escalonado visa impedir aglomerações nos centros comerciais, diminuir a quantidade de pessoas simultaneamente no transporte público e garantir a segurança de toda a população.

De acordo com a prefeita Moema Gramacho (PT), esta flexibilização precisa da colaboração de todos e respeito aos protocolos de segurança estabelecidos no município.

“Nós decidimos reabrir o comércio local em atividades que estavam suspensas. Será feita de forma escalonada, para evitar aglomerações. Os comerciantes merecem de nós, todos os nossos abraços. Eles estão há um ano se sacrificando. Alguns até faliram ou estão falindo. Podemos flexibilizar, mas temos que evitar o efeito sanfona, abrindo e fechando. Para isso, temos que seguir religiosamente as medidas preventivas. Flexibilizamos o comércio, mas não podemos abrir mão da vida”, disse a gestora.

As academias, hotéis, escolas de dança, cursos livres, templos religiosos, escolas de ensino regular (vedada aula presencial), escolinhas de futebol, fábricas, autoescolas, comércio de rua, ambulantes, casas de material de construção, shopping centers, clínicas de estética, salões de beleza, barracas de praia, bares e restaurantes são alguns dos serviços autorizados a funcionar nesta 1ª fase de reabertura. Todos devem obedecer às medidas de prevenção estabelecidas no município, de forma a evitar contato físico e contágio da doença.

Entre as atividades que seguirão fechadas estão os centros culturais, cinemas, teatros, casas de espetáculos, clubes sociais, espaços de eventos, estações de jogos eletrônicos, praias, parques públicos e privados. A transição para a fase dois de reabertura depende da diminuição de ocupação de leitos de UTI. Os prefeitos definirão conjuntamente as novas regras, uma delas o horário de restrição de circulação noturna que passará a ser a partir das 22 horas.

Condições

A abertura está condicionada ao cumprimento dos protocolos de segurança estabelecidos no mesmo decreto. Além do uso de máscara, o estabelecimento deverá disponibilizar banheiro ou espaço com água, sabão, toalha de papel e álcool em gel para funcionários e público em geral. Outras condições específicas para cada segmentos podem ser consultadas no decreto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.