O presidente Jair Bolsonaro foi alvo de mais um pedido de impeachment, dessa vez protocolado por um grupo de religiosos e organizações de esquerda na última terça-feira (26) na Câmara dos Deputados.

O grupo, composto também por membros de entidades alinhadas ao esquerdismo no meio protestante, como o Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil e à Aliança de Batistas do Brasil, acusa o presidente da República de promover “política genocida” e “postura negacionista” durante a pandemia do novo coronavírus.

Também assinam o pedido de impeachment religiosos ligados à Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, Igreja Evangélica de Confissão Luterana do Brasil e à Comissão Brasileira Justiça e Paz da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.