Uma promotora de vendas, de 37 anos, denunciou ter sido espancada por policiais militares na frente da 52ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), em Lauro de Freitas, cidade que fica na região metropolitana de Salvador. Conforme Michele Borges, a mãe dela e a irmã também foram agredidas com socos, pontapés e tapas.

O caso aconteceu na tarde de domingo (6). Michele Borges conta que foi casada por sete anos com o soldado Anderson Oliveira de Sá, 40, que trabalha na 52ª CIPM. Eles estão separados há cerca de três anos.

Foto:Reprodução 

Ao site  G1, a promotora de vendas contou que foi até o local junto a mãe, a irmã e o cunhado, procurar ajuda do comandante da corporação, após os três filhos dela com o ex-marido, uma menina de 9 anos e um casal de gêmeos de 7, serem deixados na porta da casa da avó, sozinhos e machucados. As crianças passaram a última semana com o pai.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.