A uma semana da Black Friday, ação comercial prevista para a próxima sexta-feira (27), operação de fiscalização do Procon (Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor) já identificou infrações em quatro estabelecimentos comerciais da capital baiana. A ação foi iniciada na última terça-feira (17), e seguirá até a próxima sexta.

Entre as mais comuns estão exposição de produtos sem preço em vitrine interna, externa e dentro da loja; ausência do Código de Defesa do Consumidor em local visível e acessível e fraude.

“Uma delas é a chamada ‘Black Fraude’, quando o fornecedor eleva o preço do produto antes do evento promocional e abaixa no momento promocional, para dar ao consumidor uma falsa sensação de promoção”, destacou o diretor de Fiscalização do Procon, Iratan Vilas Boas.

Quando identificadas, as infrações geram processos administrativos para as empresas e, se não forem corrigidas, podem incorrer em multas que variam de R$ 400 a R$ 6 milhões. (bahia.ba)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.