Em meio à pandemia do novo coronavírus e às orientações das autoridades de saúde para que as pessoas evitem aglomerações, a equipe da AMUP, juntamente com  com secretario da SETTOP Sr. Smithir e sua equipe fizeram um estudo de marcação das vagas nas filas da agência da caixa econômica federal do bairro de Pitangueiras na cidade de Lauro de Freitas.

Através de estrategia de marcações no chão tem conseguido organizar as filas nas portas das agências da Caixa Econômica e manter a distância entre as pessoas que buscam o auxílio emergencial de R$ 600 dado pelo governo federal durante a pandemia.

Após perceber a aglomeração de pessoas que buscavam atendimento na agência da Caixa, no bairro de Pitangueiras Bilika Castelo presidente da Assossiação de moradores Unidos por Pitangueiras procurou a Secretaria Municipal de Trânsito, Transporte e Ordem Pública, (SETTOP) que resolveu definir uma estratégia para conter o problema. Os agentes   pintaram setas no chão com distâncias de um metro e meio.

“Resolvemos entra em contato com a (SETTOP) e uma das alternativas foi fazer a marcação no chão com setas que indicam a direção para onde a fila tem que caminhar.  Aqui é uma avenida movimentada e a aglomeração acabava sendo natural porque as pessoas se encostavam uma nas outras e ficavam aglomeradas. Por isso a alternativa de afastar “, explica Bilika Castelo.

A estratégia de organização e distanciamento contribui também para reduzir a demanda de agentes públicos utilizada no trabalho.

“A gente fica satisfeito com o resultado, isso parte de uma ideia de cuidar. Muitos municípios já chegaram à decisão de fechar as agências da Caixa. Nós analisamos que são pessoas que estão busca de ajuda concluiu Bilika Castelo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.