A intensificação do movimento do deputado estadual licenciado e atual secretário da Saúde de Salvador, Leo Prates (DEM), na direção do PDT, partido de Ciro Gomes comandado pelo deputado federal Félix Jr. na Bahia, pode viabilizar a formação de duas chapas em duas eleições consecutivas com uma filiação só: a primeira chapa seria Bruno Reis (DEM) para prefeito de Salvador e Leo Prates na vice pelo PDT na eleição de 2020; a segunda seria a chapa ACM Neto (DEM) para governador e Félix Jr. (PDT) vice-governador para 2022. Esta última, faria reviver a “tabelinha” dos amigos ACM e Félix “originais”.

Muitos jornalistas que cobrem a política em Salvador duvidam que Leo Prates se submeta a ser vice de Bruno Reis. Contudo, desprezam o poder de convencimento do prefeito e presidente nacional do DEM, ACM Neto, de fazer com que Prates ajude a viabilizar este acordo de médio-longo prazo. A conferir as cenas dos próximos capítulos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.