O senador Jaques Wagner (PT) disse não acreditar que o governador Rui Costa, seu correligionário, migre para outro partido, após os recentes atritos com a cúpula nacional petista.

Nos últimos dias, o chefe do Executivo baiano recebeu convites de diversas legendas, como PSD e PDT.

“Não teve atrito. Ele deu uma entrevista, os que não gostaram responderam. Na minha opinião, a história é muito mais poderosa do que o incidente. Os partidos, evidentemente, gostariam de ter um quadro como Rui Costa nas suas fileiras, mas não vejo nenhuma possibilidade nesse sentido”, declarou Wagner, em solenidade de aniversário do Ministério Público da Bahia (MP-BA).

Após Rui defender que o PT não deveria estabelecer a defesa da soltura do ex-presidente Lula como condição para firmar alianças, houve reação do partido e do próprio Lula.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.