A eleição para a presidência do PT em Salvador está pegando fogo. Nesta segunda-feira (12), três das maiores chapas se uniram em um movimento que já é visto como de isolamento contra o atual presidente e candidato à reeleicão Gilmar Santiago. A eleição está marcada para 8 de setembro.

Em ato realizado na sede do Movimento dos Sem Teto de Salvador (MSTS), ficou definido que Ademário Costa, da corrente Avante, será o nome principal para fazer frente a Gilmar, que é da Esquerda Democrática Popular (EDP).  

O acordo prevê um revezamento: em caso de vitória, Ademário irá para presidir o partido em Salvador nos anos de 2020 e 2021; e a professora Iracema Moura, da Esquerda Popular Socialista (EPS) e dirigente do MSTS, comandará em 2022 e 2023. Hamilton Menezes, da Construindo um Novo Brasil (CNB), retirou sua candidatura e seu grupo político fará parte da gestão.

“Eu tenho uma trajetória do movimento estudantil, da luta popular de massas. Juntos, vamos recolocar o PT de Salvador no caminho de fazer luta social, de colocar o povo na rua, num programa democrático e popular. É a aliança que não só vai eleger o presidente do PT de Salvador, como fortalecer o PT para que o partido apresente uma candidatura própria à Prefeitura de Salvador”, afirmou Ademário.

Para Hamilton, “é fundamental que o PT não seja um PT de gabinetes, que compreenda a luta política é diferente da luta parlamentar”. “Elas se completam”, reitera.

“O PT precisa ter um pé na luta e outro no parlamento, e resgatar essa base histórica é fundamental para lutar pela liberdade do presidente Lula. Eu que sou fundador do partido na década de 80 me sinto honrado a me somar a Ademário Costa e Iracema nesse novo momento”, justifica Hamilton.

“Construímos uma unidade programática primeiro, já há algumas semanas, na defesa da candidatura própria à Prefeitura de Salvador, com compromisso de convergirmos também na tática eleitoral. […] Temos que enfrentar e derrotar o governo Bolsonaro, o seu representante em Salvador, que é ACM Neto”, encerra Iracema

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.