Pedro Godinho propõe campanhas educativas em combate à gravidez na adolescência no início do ano letivo

O vereador Pedro Godinho (MDB) defende que seja realizada, desde o início do ano letivo, nas redes estadual e municipal, campanhas em combate à gravidez na adolescência. O parlamentar é autor do Projeto de Indicação para a criação da Semana Nacional de Prevenção da Gravidez na Adolescência em Salvador.

“Foi sancionada uma legislação federal (Lei 13.798/19), instituindo a Semana Nacional de Prevenção à Gravidez na Adolescência, incluindo o dia 1º de fevereiro. Sugiro que caso no dia 1º de fevereiro, o ano letivo ainda não tenha iniciado, a campanha possa ser realizada todo ano na primeira semana de aulas”, disse.

Dados da Secretaria de Saúde (SESAB) divulgados nesta segunda na imprensa local apontam índices alarmantes. Cerca de 32,5 mil adolescentes tiveram filho na Bahia em 2019, o que corresponde a 17,045 por cento dos nascidos vivos no estado no ano passado. Segundo o IBGE, a Bahia é o quinto estado brasileiro com mais registros de gravidez na adolescência.

“É um quadro que, infelizmente, se repete corriqueiramente no nosso estado. Os impactos sociais não são poucos: evasão escolar; redução da inserção dessas jovens no mercado de trabalho; comprometimento da renda familiar, que na maioria das vezes já é pequena; além dos riscos à saúde da mãe e bebê. O Estado precisa priorizar essa pauta, mas abordagem deve ser através de políticas públicas de conscientização, aliando estratégias de saúde e educação” frisou o vereador.

Para Pedro Godinho será bastante salutar o estado e a prefeitura começar o ano letivo já com esta pauta. “Realizando palestras com acadêmicos e técnicos sobre o tema, além de distribuição de cartilhas. Que seja estendida também para as redes sociais, pois é o novo jeito dos jovens se comunicarem e ter acesso às informações”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *