Em entrevista para a Globonews na manhã desta sexta-feira, 30, o governador Rui Costa afirmou que aplicaria a vacina russa Sputnik V na população da Bahia mesmo sem o aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O petista, que assinou termo de intenção de compra de dez milhões de doses do imunizante, disse ainda que seria voluntário para a primeira aplicação da vacina, que teve sua importação vetada pela Anvisa por conta de supostas falhas de segurança na constituição do composto.

“Eu não só aplicaria, como seria o primeiro voluntário a tomar, e a minha família também. Não estaria propondo isso se não acreditasse. São mais de 20 milhões de pessoas no mundo, nenhum caso reportado”, ponderou.

Rui questionou ainda as alegações da agência de que teriam sido impedidos de entrar e fiscalizar as instalações do Instituto Gamaleya, na Rússia, algo rebatido pelo fundo russo durante a semana.

“A Anvisa declarou que foi impedida de ter acesso aos laboratórios russos. O instituto negou. Nós enviamos duas pessoas do Consórcio do Nordeste nos mesmos dias que a Anvisa estava lá. Hoje a gente fica na dúvida: quem está falando a verdade?”, questionou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.