Foram encaminhados pela Operação Faroeste para o relator do caso no Superior Tribunal Federal de Justiça (STJ), ministro Fernandes, mais pedidos contra suspeitos de envolvimento com venda de sentenças no Judiciário baiano.

De acordo com informações da coluna Satélite, do Correio, a ofensiva inclui requerimento para que Fernandes expeça mandados de prisão e autorize buscas e apreensões dirigidas a alvos investigados sigilosamente pela operação

Conforme a coluna, na lista, há autoridades com foro privilegiado junto ao STF ou a tribunais de segundo instância. Além disso, os pedidos foram subsidiados com base em depoimentos prestados na quinta-feira (8) por duas fontes com auto grau de conhecimento sobre investigações feitas para blindar o esquema.

Ainda segundo a publicação, não foi possível confirmar se o ministro acatou, rejeitou ou ainda analisa  as solicitações enviadas pelo Ministério Público Federal (MPF).

Toda essa movimentação ocorre em meio a rumores de que está em curso uma nova etapa a ser deflagrada em breve pela Faroeste, com foco em integrantes do esquema até então fora do radar.

One thought on “PGR pede a prisão de autoridades baianas com foro privilegiado, diz jornal”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.