Um homem fez uma comissária de bordo da Gol refém na noite de ontem (11) no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. A situação durou alguns minutos, até que ele foi preso e a mulher, liberada. Ninguém ficou ferido. A informação foi confirmada pela assessoria de comunicação do estabelecimento.

O autor da ocorrência se identificou como “soldado Rezende”, estudante de medicina. De acordo com informações do aeroporto, ele pedia pela presença da Polícia Federal e da imprensa nacional e internacional enquanto fazia denúncias sobre supostas corrupções na polícia e ameaçava cortar o pescoço da funcionária da empresa aérea com uma caneta.

Imagens gravadas por pessoas presentes no momento viralizaram nas redes sociais. Elas mostram que o homem dizia que tinha uma bomba em sua mochila e pedia que os vídeos fossem enviados à imprensa. “Manda para todos os jornais do Brasil, e a mídia internacional, por favor”, solicitava.

A GRU Airport informou, em nota, que a situação foi controlada pela Polícia Federal e que o aeroporto segue funcionando normalmente. “O incidente não impactou as atividades e as operações do aeroporto. O passageiro foi encaminhado para delegacia, e as causas da ocorrência estão sendo apuradas pelas autoridades competentes”, diz o comunicado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.