O Ministério Público Eleitoral ameaça entrar com um processo contra o senador Angelo Coronel (PSD), presidente da CPI das Fake News.

De acordo com informações da coluna de Lauro Jardim, do jornal O Globo, motivo do processo seria o não encaminhamento de cópias de documentos sigilosos ligados à CPI. O senador teria recebido, ainda segundo Lauro Jardim, um ofício.

O vice-procurador-geral eleitoral, Renato Brill, afirma que a alegação de sigilo não se aplica Ministério Público Eleitoral, e quer os documentos para o proceso de investigação de suspostos disparos de mensagens falsas pela campanha do então candidato à presidência Jair Bolsonaro, em 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.