A população de Lauro de Freitas, talvez pela primeira vez, verá a cassação de um dos seus governantes. A Vereadora Débora Regis, fundamentada na legislação Eleitoral, deu entrada na Ação de Impugnação de Mandato Eletivo – AIME n. 0600002-81.2021.6.05.0180.
Na ação que corre na justiça Eleitoral de Lauro de Freitas, a Vereadora busca a cassação da chapa Moema e Vidigal, afirmando que a Prefeita cometeu Abuso do Poder ao contratar pessoas para trabalhar na Prefeitura no período vedado, ou seja, no ano da eleição. Afirma ainda que a Prefeita usou desse artifício para ganhar a eleição, pois logo depois demitiu todos os contratados. Pelo visto, testemunhas não faltarão, basta ver as matérias dos jornais, onde os demitidos cobram o pagamento de suas rescisões. Além disso a Vereadora poderá contar com outras testemunhas que são aqueles Candidatos não eleitos, que receberam uma “boquinha” empregando alguns parentes, conseguiram votos para a chapa majoritária e logo após a eleição foram esquecidos e tiveram seus parentes demitidos. VAI DAR PT, VAI DAR!

One thought on ““ VAI TER CASSAÇÃO””
  1. Muito bem Débora Reis, vamos trabalhar em pró dó bem está da nossa cidade, porrada esses atrapalhandos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.