A vitória do mineiro Rodrigo Pacheco (DEM) como presidente do Senado e a derrota de Baleia Rossi (MDB-SP) na Câmara unificaram o DEM em torno do presidente nacional do partido, o ex-prefeito de Salvador ACM Neto. Ele se manteve fora da disputa na Câmara, mas se empenhou pela eleição de Pacheco, e assimilou a decisão pela neutralidade da bancada de deputados, precipitando a desfiliação de Maia. Sem outros líderes de expressão, Neto se tornou a principal liderança do DEM no País. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

O ex-prefeito ACM Neto foi um dos anfitriões de Bolsonaro na visita ao Nordeste, há dias. Garantiu que o presidente teria votos no DEM-BA.

Rodrigo Pacheco filiou-se ao DEM em 2018, após perder espaço no MDB de Minas Gerais, onde queria ser candidato a governador.

O MDB-MG se uniu ao PT, em torno de Fernando Pimentel. Pacheco foi para o DEM, com ficha assinada por Rodrigo Maia e ACM Neto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.