Presidente disse ainda que não tomará vacina: “Não pode ser obrigatório esse negócio”

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a contrariar as orientações das autoridades de saúde e afirmou, na noite desta sexta-feira (27), que o uso da máscara de proteção contra a Covid-19 é “pouco eficaz”. A declaração foi feita durante uma conversa do presidente com seus apoiadores, na entrada do Palácio da Alvorada, em Brasília.

Na ocasião, o chefe do Executivo também aproveitou para alfinetar o governador de São Paulo, João Doria, a respeito da vacina CoronaVac. “Que preocupação com a vacina, hein? Na marra, inclusive… Olha só! Será que tem algum interesse outro por baixo, escondidinho aí?”, disse, entre risos.

Bolsonaro também falou sobre a obrigatoriedade da vacinação contra a doença causada pelo novo coronavírus: “Eu já peguei o vírus, eu não vou tomar vacina. Não pode ser obrigatório esse negócio. E quem não tomar, está sendo negligente, se a vacina for boa, com a própria vida, não com a vida dos outros”, declarou.

“A última coisa que falta eu acertar é a máscara. Quando você pega na máscara já contamina, já não tem… e aperta na mão do outro, e não sei o que, e entra no ônibus. E essa máscara é pouco eficaz. Já tem alguns médicos que estão falando que é um percentual baixo de eficácia”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.