O Dia dos Pais está chegando e como está saúde deles? Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), apontam que os homens mantêm o hábito de não praticarem a medicina preventiva. De acordo com a instituição, serão cerca 65.840 casos de câncer de próstata até o final de 2020, doença que foi responsável por 8 mil óbitos ano passado.

Assim como a ocasião deste domingo, os números liberados pelo Inca são marcantes e nos leva à pergunta: qual seria a solução para evitar uma quantidade tão grande de fatalidades? Ao mesmo tempo em que pensamos em quantos e quantos filhos poderiam aproveitar mais e melhor a companhia dos seus pais. E a resposta é clara: prevenção.

De acordo com o Dr Sérgio Possídio, diretor da clínica Angioclam Villas, e coordenador no movimento Move Experience, o diagnóstico precoce do câncer de próstata é “… a melhor forma e o caminho mais seguro para a cura completa. Pacientes que seguem as orientações de começarem a investigar a saúde da sua próstata a partir dos 50 anos e detectarem o tumor ainda nos seus estágios iniciais, terão muito mais chance de, além de terem uma vida normal, aproveitá-la por muito mais tempo, junto com os seus entes queridos.”.

As recomendações básicas para evitar que esse uma vasta variedade de males andam de mãos dadas com muitas das instruções que já são passadas na Angioclam e, de acordo com o Dr Sérgio “estão à disposição da população, além de serem amplamente divulgadas em campanhas em todo o país. Dentre elas estão evitar ou largar o cigarro, manter uma alimentação de origem vegetal com frutas, legumes, verduras, cereais integrais, feijões e outras leguminosas, fugir de alimentos ultraprocessados, manter um peso corporal adequado para sua idade, altura e sexo, praticar atividade física e evitar o consumo de bebidas alcoólicas.”, explica.

Somadas às medidas citadas, está a necessidade de acompanhamento constante da saúde, para que médicos e profissionais possam agir de modo preventivo e para que tenham mais chances de sucesso uma vez que algo possa perturbar o bem-estar de um paciente. “Pode parecer clichê, mas existe muita sabedoria quando atentamos para o ditado que diz que ‘prevenir é sempre o melhor remédio’. O homem brasileiro vai colher apenas bons frutos quando adotar a rotina da medicina preventiva.”, finaliza Dr Possídio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.