O ministro e presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, suspendeu o mandado de busca e apreensão no gabinete do senador José Serra (PSDB), de operação que investiga suspeita de caixa 2 em campanha eleitoral no ano de 2017. A ação foi determinada pela primeira instância.

Ainda nesta terça-feira, 21, a Policia Federal foi ao Senado cumprir o mandado no gabinete do senador Jose Serra, porém, teve a ação barrada pelo presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP). Decisão do Congressista se deu a partir de consulta com a Advocacia Geral do Senado.

A postura da Advocacia Geral da Casa foi acionar o Supremo Tribunal Federal (STF) para que dê o aval de que seja cumprido ou não a ação do gabinete do senador. De acordo com informações do G1, Toffoli alegou que o mandando possui “extrema amplitude”.

“A extrema amplitude da ordem de busca e apreensão, cujo objeto abrange computadores e quaisquer outros tipos de meio magnético ou digital de armazenamento de dados, impossibilita, de antemão, a delimitação de documentos e objetos que seriam diretamente ligados desempenho da atividade típica do mandato do Senador da República”, disse o jurista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.