Os vereadores Valdemir Dias (PSD) e João Alves da Silva (PSL), de Euclides da Cunha, vão ingressar no Ministério Público Estadual (MPE) com uma representação contra o prefeito da cidade, Luciano Pinheiro. De acordo com o vereador Valdemir Dias, a gestão municipal contratou uma empresa fantasma pelo valor de R$ 1.374.000 para realizar uma reforma no Hotel Conselheiro, com a finalidade de abrigar pacientes da COVID-19.

O parlamentar, inclusive, disse que foi ao endereço registrado da empresa: Rua Fernando Lopes, 601, no município de Teofilândia, e lá há somente um terreno baldio.

Segundo ele, “estão se aproveitando de uma calamidade pública, contratando uma empresa-fantasma de forma emergencial, com direcionamento”.

Já o vereador João Alves da Silva afirmou que “o valor desta obra é exorbitante para a realização desta obra. E acredito que esta reforma não estará concluída durante a epidemia do Novo Coronavírus”.

Eles sugerem, como solução “muito mais econômica e eficiente”, por exemplo, o aluguel de um hotel na cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.