A Câmara Municipal de Candeias definiu, nesta quinta-feira (09), o afastamento do prefeito Pitágoras Ibiapina (PP) que é suspeito de superfaturamento na compra de respiradores para o tratamento de pacientes com coronavírus no município.
A decisão foi tomada após votação, com 9 votos a favor e 8 contra e a vice-prefeita, Márcia Gomes (PSDB) deve assumir o cargo ainda hoje.

Em nota, a gestão municipal classificou como inconstitucional e disse que irá à Justiça para reverter a decisão, tomada por aqueles que, segundo o prefeito, “não aceitam o crescimento da cidade”.

“Quando e se for notificado pelo Poder Legislativo, o prefeito Dr Pitagoras entrará com as medidas judiciais cabíveis, para o restabelecimento urgente das regras democráticas, das leis, da constituição e do mandato outorgado pelo voto do povo. Desta forma, o prefeito afirma que essa é mais ‘uma articulação dos que não aceitam o crescimento da cidade, nos últimos 4 anos, que retirou Candeias do atraso em que se encontrava, fazendo-a avançar em todas as áreas, o que transformou Candeias em uma cidade como você nunca viu, com grandes obras e ações para nossa população em todos os bairros e distritos’”, escreveu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.