O advogado da família Bolsonaro, Frederick Wassef, voltou à mídia na última quinta-feira (18) após a prisão de Fabrício Queiroz, apontado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro como operador financeiro da suposta “rachadinha” no antigo gabinete de Flávio na ALERJ. O ex-assessor estava escondido em um escritório de Wassef na cidade de Atibaia, em São Paulo.CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

“Nunca telefonei para Queiroz, nunca troquei mensagem com Queiroz nem com ninguém de sua família. Isso é uma armação para incriminar o presidente. Não escondi ninguém, estão em atribuindo coisas que não fiz. Também não é verdade que ele tenha passado um ano no meu escritório, que estava em obras. Vi na TV que encontraram um malote. Isso foi plantado”, disse o advogado em entrevista publicada no jornal Folha de S.Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.