Na última sexta-feira (5), Daniel de Motão visitou o histórico distrito de Parafuso – Camaçari.

O povoado para quem não conhece, está a 13 KM da sede do município e seu acesso principal se dá pela BA que leva seu nome (Via Parafuso). No sentido Salvador, a saída para esta localidade ocorre defronte a fábrica de pneus Bridgestone surgerimos melhorias ao prefeito Elinaldo como a sinalização da entrada calçamento das ruas trasnverssais.

Existem vários elementos históricos e ambientais que despertam o interesse turístico na localidade. A linha e estação férrea, o centro comercial, manifestações culturais, a prainha e toda sua contribuição histórica para a Bahia em especial o período em que foi elevado a categoria de sede do município.

“Para ampliar entretenimento a ser ofertado aos turistas e visitantes, propomos a recuperação da estação de trem para que possibilite apresentações culturais e uma feira de artesanatos/produção familiar.

Vale salientar que existia as manifestações culturais a exemplo do que também ocorre em Santo Amaro e Cachoeira .

Conhecendo a história

Segundo moradores o Distrito de Parafuso ganhou este nome devido um descarrilamento de um dos vagões do trem que levava pinos e parafusos a outras localidades durante a construção desta malha ferroviária.

Parafuso começou a se desenvolver após a implantação da linha férrea em 1863. Com a chegada do equipamento viário, o progresso foi tão grande que Parafuso passou a ser sede do Município, no final do século 19. Um dos marcos da localidade é justamente a Estação Ferroviária, que fica no centro de Parafuso, que resistiu ao tempo e tornando-se um ponto turístico.
O que deu o nome ao povoado

A estação férrea

A estação durante décadas, foi orgulho para o povoado e principal meio de transporte de carga do polo industrial, por longas décadas, encontra-se abandonada com riscos de desabar.

Em 2009 deu-se inicio ao projeto do Transbaio, Com esta iniciativa aguardava-se uma recuperação do espaço.

Devido a questões políticas partidárias/administrativas o projeto não avançou tendo este se encerrado em 2011 levando junto o desejo da população de entrar no eixo turístico da região metropolitana.

Assista ao vídeo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.