Durante coletiva na manhã desta quarta-feira (10), o prefeito ACM Neto (DEM) afirmou que há possibilidades da capital baiana não sofrer um colapso na saúde em meio ao enfrentamendo da Covid-19. Neto ainda disse que, algumas cidades do Brasil presenciarão um aumento no número de óbitos causados pela doença.

“A evolução do quadro em Salvador, hoje, nos permite ter a esperança de que a gente não vá presenciar o colapso. Não está descartado, mas hoje a esperança é de que ele não aconteça, diferente do que vimos em muitos outras cidades do Brasil, cuja a consequência inevitável é o aumento no número de óbitos (…) porque as medidas não foram tomadas com a devida correção do tempo certo. Em muitos casos você tinha pacientes tentando entrar nas UPAs, tentando entrar nas emergências e não conseguiam, porque não tinha vaga”, explica o democrata.

Prefeito se mostra otimista, mas não descarta que o risco ainda exista. Ele acredita que pelo menos nos meses de junho e julho, Salvador não enfrentará um colapso no sistema de saúde.

“Nós já estamos hoje no dia 10 de junho, e a esperança é muito grande de que não venha acontecer um colapso nem junho e nem julho, e assim a gente atravessa a fase mais crítica da doença. Se houver uma redução concreta no número de pacientes demandando internamento hospitalar, depois é claro, nós vamos ter muito mais segurança, um ambiente muito mais confortável para assegurar a retomada das atividades que é o que todos nós esperamos em nossa capital”, disse Neto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.