O famoso grupo hacker ‘Anonymous Brasil’ divulgou dados pessoais que seriam do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), dos filhos dele e de aliados do presidente. Informações como CPFs, telefones, endereços e dados sobre imóveis do vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) e do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) foram divulgados no Twitter.

Um dos arquivos chega a mostrar um suposto gasto de R$ 56,1 mil em gasolina para Jair Bolsonaro, apenas no mês de fevereiro. Uma parte das informações, como declarações de bens imobiliários, já estava disponível no site da Justiça Eleitoral, no entanto, os números de telefones eram privados.

Além deles, também foram alvos os ministros da Educação, Abraham Weintraub, e da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves; e ainda o deputado estadual Douglas Garcia (PSL-SP). Este último comentou a divulgação das informações, confirmou a veracidade dos dados e afirmou que irá prestar um boletim de ocorrência.

As publicações foram retiradas do ar e o perfil do grupo foi suspenso no Twitter. Em seguida, o grupo criou outra conta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.