O prefeito ACM Neto (DEM) prorrogou até o dia 15 de junho o decreto que determina o fechamento das escolas das redes públicas e particular, academias, parques públicos e cinemas em Salvador. A medida, adotada para conter o avanço do novo coronavírus, também é estendida a shoppings, praias e comércio de rua.

O anúncio foi feito na manhã desta segunda-feira (1º) em entrevista por videoconferência.

Confira a seguir os decretos que foram prorrogados até o dia 15 de junho:

– Suspensão das atividades das academias de ginástica, cinemas, teatros e demais casas de espetáculo e parques infantis privados;

– Suspensão das atividades de classe nas escolas particulares e da rede municipal de ensino;

– Limitação de público em no máximo 50 pessoas para eventos que causem aglomeração, desde que mantida distância mínima de 1,5 metro entre as pessoas;

– Suspensão das atividades dos shoppings centers, centros comerciais e correlatos, com exceção do drive-thru, que já teve o protocolo de funcionamento lançado pela Prefeitura;

– Suspensão do funcionamento dos clubes sociais, recreativos e esportivos;

– Interdição, com proibição de atividades comerciais, das praias para a população;

– Suspensão das atividades do comércio de rua, com as exceções previstas anteriormente e citadas acima;

– Redução em 30% do número de funcionários de call centers;

– Suspensão das atividades de casas de show e espetáculos, boates, danceterias, salões de dança, casas de festa e eventos;

– Suspensão das atividades salões de beleza, bares, restaurantes, lanchonetes e lojas de conveniência situadas em postos de combustíveis. Bares, restaurantes, lanchonetes e lojas de conveniência podem fazer delivey ou, se não estivem em bairros com restrições setorizadas, entregar o alimento no balcão;

– Proibição de ações de emissão sonora em logradouros públicos e estabelecimentos particulares;

– Determinação do fechamento dos mercados municipais de Itapuã, de Cajazeiras, das Flores (Largo Dois de Julho), do Bonfim e do Antônio Lima (Liberdade);

– Suspensão da exigência de pagamento dos estacionamentos da Zona Azul;

– Determinação para que os mercados e supermercados estabeleçam horário especial de atendimento, das 7h às 9h, para idosos, pessoas com diagnóstico de câncer e em uso de medicamentos imunossupressores.

– Uso obrigatório de máscaras no transporte público, particular, estabelecimentos comerciais e ambientes laborais, tanto para trabalhadores quanto clientes ou consumidores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.