O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) usou pseudônimos para fazer exames do novo coronavírus que deram negativo. A informação é do jornal Folha de S.Paulo, segundo o qual os nomes usados foram “Airton Guedes” e “Rafael Augusto Alves da Costa Ferraz”. Os dois resultados foram negativos para covid-19.

Para garantir que o presidente mantivesse sua identificação assegurada, foi informado ao laboratório os documentos pessoais de forma correta, como o RG e o CPF, além da data de nascimento, o que tornaria inequívoco que os exames são de fato dele.

Nesta quarta-feira (13), o ministro Ricardo Lewandowski determinou que os exames fossem publicados, atendendo a uma ação do jornal O Estado de S. Paulo.

O presidente relutava em mostrar os documentos, dizendo que isso invadiria a sua privacidade.

Diante da ação, no entanto, a própria Advocacia Geral da União (AGU) entregou os resultados ao gabinete de Lewandowski.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.