O secretário de Educação de Salvador, Bruno Barral (PSDB), vai acionar a Justiça e o conselho de ética do partido contra o correligionário Mateus Reis, pré-candidato a vice-prefeito em Lauro de Freitas. O ex-vereador classificou o colega como “bandido”.

“Ele deve tá com medo de indicarem meu nome a vice da chapa”, avaliou Barral, em entrevista ao BNews.

Prints obtidos pelo BNews de mensagens enviadas por Mateus Reis a um grupo em Lauro de Freitas, na noite deste domingo (26), revelam os ataques do pré-candidato a Barral. O ex-vereador, inclusive, pediu para que o correligionário abandonasse o apoio ao cabeça de chapa, Teobaldo Costa (DEM). O secretário de Educação é um dos articuladores da campanha do empresário.

“Teobaldo é o novo, e não pode se misturar com um grande bandido da política. Bandido que é de fora da cidade e tenta entrar na nossa cidade para enganar nosso povo. Não irei permitir. Qualquer passo errado, eu estarei fora”, escreveu, em mensagens enviadas às 23h25 e 23h26.

“Achei de péssimo tom, extremamente ruim. Parece insegurança”, completou o secretário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.