A Presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa (Cidoso) da Câmara dos Deputados em 2019-2020, a deputada federal Lídice da Mata (PSB) repudiou, em nota divulgada nesta quinta-feira (9), a declaração feita ontem pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), em entrevista durante um programa de rede de televisão, quando afirmou que “cada família tem que proteger seus idosos, não jogar isso para o Estado”.

“É inaceitável uma declaração destas de um chefe do Executivo da Nação quando milhares de pessoas estão morrendo em todo o mundo em função da pandemia do coronavirus (Covid-19), e principalmente, as pessoas idosas”, afirmou. 

A parlamentar cita dados do IBGE, que apontam que, entre 2012 e 2017, a população de idosos no País saltou 19,5%, de 25,4 milhões para mais de 30 milhões de pessoas. Só em albergues públicos, temos mais de 60 mil pessoas idosas residentes. “É essa população que é mais vulnerável à mortalidade pela doença; É essa população que mais precisa de cuidados. É essa população que contribuiu toda a vida pelo desenvolvimento do País e agora precisa, sim, de apoio do Estado, não só das famílias. Do total de mortos até o momento no Brasil, somente 10% têm abaixo de 60 anos”, completou.

Lídice ainda reitera pedido de priorização de grupo de pessoas nas medidas de combate ao coronavírus. “Reiteramos todos os pedidos feitos, enquanto parlamentar e também pela Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa da Câmara, para que as pessoas idosas, bem como os profissionais de saúde e de Instituições de Longa Permanência de Idosos (ILPis) sejam priorizados no recebimento de equipamentos, testes e todas as providências necessárias à preservação da vida”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.