O presidente do Instituto Metropolitano de Desenvolvimento Social e Inovação (IMDI), Mauro Cardim, defende o adiamento e unificação das eleições para 2022.

“Não há o menor clima para campanhas politicas neste ano devido à crise mundial provocada pelo Novo Coronavírus”, frisou Csrdim.

Além disso, o empresário cobrou o uso do fundo eleitoral para a saúde devido à pandemia do Novo Coronavírus no Brasil.

“Diante da situação em que nos encontramos, o Congresso precisa adiar e unificar as eleições municipais para 2022. Dessa forma, os mandatos dos prefeitos seriam ampliados. O dinheiro da eleição deverá ser revestido para a saúde”, disse Cardim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.