Após a confusão com o cantor Tony Salles, a prefeita de Capela, no Leste de Sergipe, Silvany Mamlak (PSC) afirmou que pretende processar o vocalista da banda Parangolé. Em vídeo compartilhado nas redes sociais hoje (3), a chefe do Executivo Municipal afirmou que é “inadmissível” pagar R$ 130 mil por 30 minutos de show, sendo que a banda foi contratada para se apresentar por 1h30.

“Foi uma forma deselegante e grotesca. Proferiu essas palavras que deixam magoado. As medidas jurídicas estão sendo tomadas”, disse a prefeita.

A banda se apresentou na Festa de Nossa Senhora da Purificação, padroeira do município. Apesar do ocorrido, o cantor se apresentou. Depois, em suas redes sociais, o artista publicou um vídeo. “Quero agradecer todo carinho de vocês e paciência por esperar nosso show. Prefeita Silvany, um beijo”. Tony também postou nos stories que só cantou “em respeito ao povo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.