Com a criação da Lei de Importunação Sexual (nº 13.718), aprovada ano passado pela Presidência da República, o assédio na rua é enquadrado como crime. Práticas como beijo roubado ou, ainda, o ato de “passar a mão” podem ser punidos com mais rigor pela Justiça, resultando até mesmo numa prisão em flagrante.

Para garantir que os homens não cometam os excessos, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), montou uma operação de conscientização e também de proteção no Festival Virada Salvador.CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Trata-se da campanha “Pare! Não à importunação Sexual!”, que segue até o próximo dia 1º na Arena Daniela Mercury, na orla da Boca do Rio. A equipe da Diretoria de Políticas distribui material informativo e orienta o público da festa sobre o tema. Na segunda noite do evento, uma ocorrência de assédio foi registrada pela Guarda Civil Municipal (GCM). 

Uma senhora, cujo nome não foi revelado por segurança, informou que a filha teria sido aliciada por um homem. O suspeito foi identificado pela Guarda e encaminhado para uma unidade policial, acompanhado de uma equipe. Tudo com o acompanhamento de uma equipe da SPMJ, que deu respaldo à vítima. No festival do ano passado, nenhuma ocorrência do tipo havia sido registrada. 

Por: VN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.