Vanessa Sousa, estudante de engenharia civil, cadeirante e moradora do Phoc II, em Camaçari, foi diagnosticada com paralisia dos membros em 2 de janeiro de 2019. Durante a virada do ano na Costa do município, a jovem teve um mal-estar e desmaiou, e ao acordar já havia perdido os movimentos dos membros inferiores.

Ela ficou paraplégica aos 22 anos e, inicialmente, foi diagnosticada com discopatia degenerativa de D5 – D6 e D7 – D8; doença que atinge o disco localizado entre duas vértebras da coluna.
Desde então, Vanessa vem passando por um longo processo de reabilitação, comprou cadeira de rodas motorizada com dinheiro arrecadado em vaquinha online e nas redes sociais comemora cada avanço, de dançar a conseguir ficar em pé. E no último final de semana, Vanessa Sousa afirma ter acontecido um milagre na sua vida.
Durante culto religioso na Igreja Vale da Bênção, no Parque das Palmeiras, em Camaçari, a cadeirante aparece em vídeo andando, dançando e até pulando no meio dos fiéis. Ao publicar um texto, hoje (17) em uma rede social em que escreveu que por muitas vezes chorou sozinha, ela complementou: “Mas eu tinha esperança, e por mais abalada que eu estivesse, a menor fagulha de fé me fazia acreditar que esse dia chegaria. O dia que MEU MILAGRE aconteceu. O dia que eu jamais esquecerei. Dia 15 de dezembro foi o dia escolhido por meu Deus para me fazer levantar da cadeira, daquela que, por muitas vezes me deu asas, mas também me aprisionava”.
“Não consigo mensurar o que estou sentindo. Esse momento está sendo único e eu só consigo chorar e agradecer ao meu PAI por ter me curado, por ter sarado todas as minhas dores. Por ter não ter desistido de mim. Deus não está morto. E eu sou testemunha VIVA das inúmeras maravilhas que Ele faz. Eu sou um MILAGRE”, complementou. // NossaMetropole

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.