Filha de Valdomiro é acusada de gastar 2 milhões e manda trancar o cofre da Mundial para pagar suas dívidas. Os Pastores e Bispos da Igreja Mundial do Poder de Deus estão novamente em apuros com a direção da igreja. Tudo porque a direção da igreja teria mandado trancar o caixa novamente dos pastores e enviar toda  a arrecadação das igrejas para a sede no Brás.

Segundo informações privilegiadas recebidas por nossa equipe de redação, neste mês de agosto, os pastores da Mundial foram proibidos de pagar aluguéis, contas da igreja e até os próprios salários. A ordem teria partido da direção da igreja para depositar numa conta enviada para São Paulo.

Segundo as informações que recebemos, os pastores deveriam depositar tudo até o dia 23 de agosto. Quem não fizesse o que estava se ordenando teria de explicar pessoalmente para o Bispo líder , responsável pelas regionais e estaduais, sob o risco de perder o seu cargo. A administração pediu juntamente com o depósito do dinheiro as planilha atualizadas para que se prove a arrecadação real.

A notícia pegou a todos de surpresa e chateou boa parte dos pastores e Bispos que além de terem suas contas pessoais para quitar, tem também o desejo de ver as contas de suas congregações em dia. Algo que na mundial quase nunca acontece.

Porém, o que mais chamou atenção é que teria vazado entre os pastores o real motivo de tanto alarde seria o surgimento de uma dívida pessoal de Raquel Santiago,no valor de 2 milhões de reis. Raquel é a filha mais velho do fundador , bem como uma das administradoras da igreja de seu pai.

As filhas de Valdomiro Santiago levam fama há tempos por serem verdadeiras esbanjadoras do dinheiro do pai. O que se conta é que as filhas de Valdomiro desenvolvem projetos caros que quase nunca se pagam e acabam caindo nas costas da administração da igreja. E quase sempre sacrificam os pastores e bispos que fazem seu trabalho no campo pelo Brasil.

No ano passado a igreja bateu recorde de renúncia de pastores aos seus cargos. Vários abandonaram a igreja e fundaram seus próprios ministérios, pois estariam vivendo em condições subumanas, tendo que depositar todo o dinheiro para a sede e ficando até sem pagar aluguel de suas próprias casas. Muitos teriam sido despejados e por isso, não aguentaram a pressão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.