O deputado federal Pastor Sargento Isidório (Avante) resolveu mudar o voto e se posicionou de maneira contrária à Proposta de Emenda à Constituição (PEC). No primeiro turno, ele havia votado a favor da matéria e ontem (7) votou contra.

Tanto ele quanto Igor Kannário (PHS) receberam críticas nas redes sociais por conta de votos contários à Reforma da Previdência.

Em vídeo publicado no Facebook, ele não se refere aos comentários dos usuários das redes, mas justifica que mudança no voto ocorreu porque o governo Jair Bolsonaro não teria cumprido um acordo que beneficiaria a Bahia. 

“O presidente prometeu com autoridades que ia fazer pacto federativo com o Nordeste e agora decidiu ofender os nordestinos, chamando de Paraíba, pejorativamente”, disse. 

Segundo ele, o acordo ia permitir a liberação de cerca de R$ 4 bilhões para o estado. “Até o momento, não vi cumprimento de projeto que beneficia, não só a bahia, mas o Nordeste”

“Votei conscientemente no acordo que foi prometido só que não foi cumprido. O que estou vendo é desrespeito ao povo nordestino e baiano”, completou. 

Já Igor Kannário (PHS) manteve a posição do primeiro turno na votação de ontem. Em um texto publicado no Instagram, o Príncipe do Gueto afirmou, à época da primeira votação, que votou “sim” porque não quer que o Brasil passe pela “mesma situação econômica que a Venezuela está enfrentando atualmente”. Ele ainda não se manifestou nas redes sociais após a votação em segundo turno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.