Em uma série de diálogos divulgados nas redes sociais pelo perfil “Pavão Misterioso” (@PavaoOficialBr), é possível compreender que o jornalista Gleen Greenwald, responsável pelo site The Intercept Brasil que vem divulgando supostos diálogos da equipe da Lava Jato, está devendo dinheiro ao ex-deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ), que renunciou ao seu mandato no início deste ano.

Com a renúncia de Wyllys, que dizia sofrer ameaças de morte no Brasil, assumiu o suplente David Miranda (PSOL-RJ), que é casado com Greenwald.

O perfil “Pavão Misterioso” (@PavaoOficialBr), que pertence a um suposto grupo hacker, se apresenta no Twitter da seguinte forma: “Trazemos a verdade em meio a um mundo dominando pela desinformação. Não adianta nos censurar! Somos como uma hidra! Sempre continuaremos na luta!”.

Seguem os diálogos:

Nós temos uma quantidade enorme de prints comprometedores envolvendo Glenn, Freixo e David Miranda. São mais de 200, e esperamos revelar tudo até domingo. Contamos com a compreensão e paciência de todos. #OPavaoVoltou pic.twitter.com/gaf87CZ32Y

— @PavaoOficial (@PavaoOficialBr) July 6, 2019

Seguimos com o trabalho…#PavaoMisteriosoVoltou pic.twitter.com/xCVCtyCnFH

— @PavaoOficial (@PavaoOficialBr) July 7, 2019

Investigação – A pedido do deputado federal José Medeiros (Podemos-MT), a Polícia Federal vai apurar as suspeitas envolvendo a decisão de Jean Wyllys de abrir mão do mandato parlamentar para David Miranda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.