Médicos do Hospital Regional de Juazeiro, cidade no norte da Bahia, entraram em greve nesta quinta-feira (4). De acordo com a categoria, a atividades foram paralisadas por conta de atrasos no pagamento dos salários e de condições precárias de trabalho.

A TV Bahia informa que esta é a segunda paralisação no hospital neste ano. A unidade faz parte da rede de saúde que abrange a Bahia e Pernambuco, atendendo a 53 cidades dos dois estados.

Além dos médicos, outros profissionais da saúde, como psicólogos, enfermeiros e fisioterapeutas também estão sem receber salários há dois meses. Os profissionais continuam trabalhando, mas estão enfrentando dificuldades.

“Atualmente, nós recebemos o salário de abril. Trabalhamos maio sem receber. Trabalhamos junho agora que encerrou. Estamos agora no início de julho, e sem nem previsão de quando vamos receber”, disse um funcionário que não quis se identificar.

A greve afeta as pessoas que chegam ao hospital em busca de atendimento, mas não conseguem. A assistência também não é fornecida para pacientes que já estão internados no hospital. A irmã da pescadora Maria Aparecida Silva está no hospital há três meses, aguardando uma cirurgia na vesícula.

Em nota, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) informou que paga regularmente a Associação de Proteção à Maternidade e Infância de Castro Alves, que faz a gestão do hospital.

Segundo a Sesab, nesta quinta-feira (4) regional de juazeiro foi feito hoje um pagamento de quase R$3,6 milhões para a entidade. A secretaria disse ainda que o hospital está funcionando normalmente.

A equipe da TV Bahia tentou contato com a associação responsável pela gestão do hospital, mas não obteve retorno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.